Os 10 modelos de carros mais caros e exclusivos do planeta.

Se em um museu podemos presenciar vários quadros, mas é o único exemplar presente de Pablo Picasso que reúne uma multidão de entusiastas, também no Mundo automotivo há exemplares que provocam idêntica reação.

Entre eles, e independentemente das dimensões, arrojo estética ou motorizações, há um grupo de carros que indiscutivelmente atrai as atenções. Falamos dos mais caros. Os preços exorbitantes são sempre um chamariz do grande público, dado que dão um toque de exclusividade que nos faz querer perceber o que é que o justifica ou onde se encontra a diferença daquele modelo para os demais e que faça jus à fatura.

Com base em um artigo da publicação The Drive, conheça 10 dos carros mais caros e exclusivos do mundo na atualidade.

10º –  Koenigsegg Regera – 1.697.460€

É uma das obras saída das mãos da pequena montadora privado Christian von Koenigsegg. O modelo está equipado com um motor V8 biturbo de 5.0 litros com uma potência de 1100 cv. O veículo equipa um sistema denominado Koenigsegg Direct Drive System com um motor elétrico ligado ao motor de combustão.

9º Ferrari LaFerrari Aperta – 1.965.480€

Surgiu pela primeira vez no Salão de Genebra de 2013. De imediato ganhou o respeito de todos ao bater o recorde da pista de Maranello. Tem um registo dos 0 aos 100 km/h em menos de 3 segundos e atinge 350 km/h de velocidade máxima. A versão Aperta traduz-se pelo conversível de produção mais rápido do mundo. O motor chega aos 1000 cv. É um bloco V12 de 6.3 litros com o sistema Hy-Kers oriundo da Fórmula 1.

8º Mclaren P1 GTR – 2.313.900€

É um modelo que já não se encontra no mercado e do qual só foram construídos 35 exemplares. Foi construído pela McLaren para celebrar os 20 anos da vitória da marca em Le Mans. O registro dos 0 aos 96 km/h é de 2.4 segundos e a velocidade máxima é de 362 km/h.

7º Bugatti Chiron – 2.322.840€

Sempre belo e entusiasmante com os seus 1500 cv e um motor W16 com quatro turbos de 8.0 litros. A velocidade máxima foi limitada em estrada a… 420 km/h.

6º Pagani Huayra BC – 2.501.520€

É o Pagani mais caro alguma vez feito. A sigla BC significa Benny Caiola, um investidor italiano que teve uma das maiores coleções privadas de Ferrari no Mundo. Caiola era amigo de Horacio Pagani. O motor é oriundo da AMG, falamos de um bloco V12 biturbo de 6.0 litros que levou uma ‘afinação’ Pagani para dele serem extraídos 790 cv e um binário máximo de 811 Nm. O bloco está acoplado a uma transmissão de sete velocidades com patilhas de volante desenvolvida no programa protótipo para Le Mans.

5º Ferrari Pininfarina Sergio – 2.680.200€

Um modelo que conheceu apenas seis exemplares. Foi concebido para homenagear Sérgio Pininfarina no ano em que ele faleceu. O concept car foi apresentado em 2013 e teve por base o Ferrari 458 Spider, sendo cerca de 150 kg mais leve que este. Não tem teto, janelas laterais ou pára-brisas. O motor é um V8 de 4.5 litros, o mesmo do 458 Spider.

4º Aston Martin Valkyrie – 2.858.880€

Desenvolvido entre a Aston Martin e a Red Bull Advanced Technologies. Andrian Newey estudou a sua forma aerodinâmica, desenvolvendo-o de modo a que as entradas de ar através do chassis criassem carga aerodinâmica sem a ajuda das asas. O motor é um V12 aspirado de 6.5 litros e tem cerca de 1000 cv.

3º Lamborghini Veneno Roadster – 2.948.220€

É o Lamborghini de estrada mais caro atualmente em produção. Conta com um motor V12 de 6.5 litros a debitar 740 cv, associado a uma caixa câmbio de sete velocidades.

2º Lykan Hypersport – 3.037.560€

É o primeiro supercarro oriundo do Médio Oriente. Construído pela W Motors, que está sediada no Líbano. As luzes LED ostentam 420 diamantes de 15 quilates, mas os futuros proprietários podem também optar por rubis, diamantes amarelos e safiras. Tem um motor biturbo de 3.8 litros com 780 cv. Dos 0 aos 100 km/h precisa de 2.8 segundos. A velocidade máxima é de 386 km/h.

1º McLaren P1 LM – 3.305.580€

É um McLaren que a Mclaren atualmente não constrói. Construíram o P1 original que posteriormente foi adquirido pela Lanzante Motorsports que voltou a conceber o P1. O compartimento do motor é em ouro galvanizado. O motor é um V8 biturbo de 3.8 litros combinado com três motores elétricos. A potência é de 1000 cv. A asa traseira foi modificada e o splitter dianteiro alargado, o que aumenta em 40% a carga aerodinâmico face ao P1 GTR.

Como vimos acima os modelos apresentados são contabilizados independente do número de unidades produzidas, se estão ou já estiveram em comercialização. Cabe ressaltar que não estamos considerando apenas veículos feitos por encomenda.

Informamos ainda que os preços acima apresentados em Euros, foi a forma de unificarmos os investimentos em uma única moeda, além do mais salientamos que os preços dos veículos ainda podem ocorrer variações.

Infelizmente o brasileiro não terá acesso mais próximo aos carros acima citados, motivo pelo qual decidimos aguçar o desejo dos apaixonados por carros nestas belas máquinas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *