FIA WEC – Cadillac poderá retornar á lendária 24 Horas de Le Mans.

O diretor da GM Racing, mostrou o seu interesse em que a Cadillac voltasse a competir com um protótipo nas 24 Horas de Le Mans se o seu DPi-V.R, que atualmente disputa o IMSA Sportscar – viesse a ser ilegível para disputar a clássica francesa. Reagindo a recentes desenvolvimentos no regulamento da ACO, que irão permitir que uma subcategoria não híbrida de LMP1 possa existir com modificações mínimas. Mark Kent afirmou que a marca adoraria retornar a Le Mans, mas que só o fará se puder utilizar carroceria e motor Cadillac. “Tudo o que vá para além disso não nos interessa, porque não sabemos que benefício daí retiraremos. Se houver mudanças nos regulamentos que permitam isso estamos seguramente interessados”, afirma Kent.

O atual Cadillac DPi-V.R. que disputa o IMSA Sportscar é baseado numa plataforma Dallara P217 LMP2, tendo provado ser um protótipo bem ‘nascido’ ao vencer as 24 Horas de Daytona, disputadas em janeiro, através do carro # 10 da Wayne Taylor Racing, que foi a estrutura por trás da mais recente iniciativa da marca em Le Mans entre 2000 e 2002. Aliás, Wayne Taylor, que foi um dos pilotos que guiou a altura o Cadillac Northstar LMP-02, considerou que um retorno à prova francesa estava nos seus planos, independentemente de ser um DPi ou não. “Se a GM e a Cadillac quiserem ir adoraria. Aquele carro em Le Mans seria fabuloso. Apoiaria a ideia”, afirmou o ex-piloto e agora dono de equipe.

O ACO reverteu os planos iniciais para autorizar os DPi equipado com carrocerias LMP2, e também a criação de uma categoria em Le Mans para protótipos IMSA, mas o seu responsável, Vincent Beaumesnil revelou que os DPi seria elegíveis para classe LMP1 não híbrida desde que fizessem algumas modificações para preencherem os requisitos técnicos da categoria, envolvendo inicialmente um incremento de potência. O motor 6,2 litros V8 Cadillac é capaz de conseguir mais potência do que atual, restrita pelos regulamentos da IMSA, por isso Wayne Taylor considera que o DPi-V.R. é adequado para vir a disputar as 24 Horas de Le Mans, mesmo que seja na classe principal. Mas Beumesnil também já avisou que a aceitação da Cadillac vai depender da participação desde que feita ao nível de uma equipe privada.

A temporada 2017 da FIA WEC e a mítica prova francesa terá cobertura total da Veloxtv; com todas as provas com transmissão ao vivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *