Retorno à rentabilidade até 2020: margem operacional corrente de 2% para a Divisão Automotiva, fluxo de caixa livre operacional (operational free cash flow) positivo.*

– Redução do ponto de break-even financeiro para 800 mil veículos.

– Eletrificação e liderança em CO2: todas as linhas de veículos de passageiros serão eletrificadas até 2024.

– Melhorar a eficiência visando os melhores padrões em custos de produção e de logística e na relação massa salarial/faturamento.

– Intenção de conservar e modernizar todas as fábricas e evitar as demissões forçadas.

– O centro de P&D de Rüsselsheim vai tornar-se um centro de competência global do Groupe PSA.

– Desenvolvimento comercial: aproveitar os pontos fortes da Opel para desenvolver oportunidades de exportação e promover o aumento da atividade de veículos utilitários leves das marcas Opel/Vauxhall.

– A implementação do plano PACE! visa estimular desde já o desempenho da Opel/Vauxhall e construir um futuro sustentável.

Rüsselsheim – Michael Lohscheller, CEO da Opel Automobile, apresentou hoje o plano estratégico PACE!, que visa restaurar os fundamentos financeiros da empresa e melhorar a competitividade e o crescimento sustentáveis. O conjunto das iniciativas do plano PACE! tem o duplo objetivo de gerar um fluxo de caixa livre operacional positivo e uma margem operacional corrente para a Divisão Automotiva de 2% até 2020, e em seguida de 6% até  2026. As sinergias anuais para o Groupe PSA chegarão a 1,1 bilhão de euros até 2020 e 1,7 bilhão de euros até 2026. Todas as medidas contribuirão para reduzir o ponto de break-even financeiro da Opel/Vauxhall para 800 mil veículos, criando um modelo de negócios lucrativo, quaisquer que sejam os ventos contrários.

Beneficiando-se de pleno acesso às tecnologias do Groupe PSA, a Opel/Vauxhall poderá se tornar um líder europeu em emissões de CO2. Até 2024, todas as linhas de veículos de passageiros na Europa serão eletrificadas, com um motor 100% elétrico ou plug-in híbrido, complementando motores térmicos eficientes. Até 2020, a Opel/Vauxhall disponibilizará quatro linhas de veículos eletrificados no mercado, incluindo o Grandland X híbrido recarregável, assim como a nova geração do Corsa na versão elétrica.

A empresa melhorará sua competitividade até 2020, reduzindo para isto os seus custos em 700 euros por veículo. A eficiência das despesas de marketing aumentará em mais de 10%. De modo a elevar a eficiência global, a complexidade será reduzida em todas as funções: a relação entre despesas gerais & administrativas e faturamento passará de 5,6% a 4,7%, e a relação entre massa salarial e faturamento será levada ao nível das melhores referências da indústria. A otimização das despesas de P&D e CapEx em 7% a 8% do faturamento automotivo, processos administrativos e de produção até 2020, além da liberação de 1,2 bilhão de euros de capital de giro até 2022, também contribuirão para o aproveitamento de sinergias.

O aumento da competitividade dos centros de produção possibilitará a fabricação de novos veículos, com uma otimização das taxas de utilização ao longo dos 10 próximos anos. As plataformas CMP e EMP2 do Groupe PSA serão colocadas em todas as fábricas da Opel/Vauxhall. Em uma primeira etapa, está previsto um SUV baseado na plataforma EMP2 em Eisenach em 2019, seguido de um veículo do segmento D em Rüsselsheim. A adoção de novas motorizações nos centros de produção da Opel/Vauxhall acompanhará a transição dos motores e transmissões da GM para o Groupe PSA.

“Com o plano PACE! poderemos liberar todo o nosso potencial”, declarou Michael Lohscheller. “Este plano é fundamental para nossa empresa, a fim de proteger os funcionários dos ventos contrários e fazer da Opel/Vauxhall uma empresa sustentável, rentável, eletrificada e global. Nosso futuro estará assegurado e a excelência alemã contribuirá para o desenvolvimento do Groupe PSA. O plano já começou a ser executado e todas as equipes estão comprometidas com a realização dos objetivos.”

Este plano foi concebido com a intenção de preservar todas as fábricas e de evitar as demissões forçadas na Europa. A redução constante do custo do trabalho é uma necessidade e deve ser obtida com medidas bem pensadas, como conceitos inovadores de organização do tempo de trabalho, programas voluntários ou dispositivos de aposentadoria antecipada.

Todos os novos veículos da Opel/Vauxhall serão desenvolvidos pelo centro de P&D de Rüsselsheim, que será transformado em um centro de competência global para todo o Groupe PSA. As primeiras áreas de expertise foram identificadas, como as células de combustível, certas tecnologias de condução automatizada e de assistência à condução, que contarão com uma engenharia alemã de qualidade e inovações a preços acessíveis. No total, o número de plataformas utilizadas pela Opel/Vauxhall em seus veículos de passageiros será reduzido de nove para dois até 2024. As famílias de motores também serão otimizadas, passando de dez para quatro. “Alinhando a arquitetura e as famílias de motores reduziremos consideravelmente a complexidade do desenvolvimento e da produção, gerando economias de escala e sinergias que contribuirão para nossa rentabilidade global”, enfatizou Michael Lohscheller.

A Opel/Vauxhall adotará as arquiteturas eficientes e flexíveis do Groupe PSA mais rapidamente do que inicialmente previsto. Em 2024, todos os modelos de veículos de passageiros da Opel/Vauxhall contarão com as arquiteturas do Groupe PSA. Os próximos veículos serão o Combo em 2018 e a nova geração do carro-chefe da marca, o Corsa, em 2019. Esse ritmo deve continuar com um grande lançamento por ano. A Opel/Vauxhall lançará nove modelos até 2020. Com essa gama, as marcas Opel/Vauxhall poderão elevar sua precificação e reduzir em quatro pontos a distância em relação ao seu concorrente de referência.

O crescimento das vendas das marcas Opel e Vauxhall, assim posicionadas e reforçadas, também será estimulado por iniciativas como o lançamento de planos de financiamento e de leasing ainda mais atraentes graças aos Serviços Financeiros da Opel e Vauxhall.

A Opel também deve ingressar em mais de 20 novos mercados de exportação até 2022. Além disso, explorará outras oportunidades rentáveis de exportação.

Para consolidar o crescimento de sua atividade no lucrativo segmento dos veículos utilitários leves, a Opel/Vauxhall lançará novos modelos para conquistar mercados, com o objetivo de aumentar suas vendas em 25% entre 2017 e 2020.

“O plano PACE! foi concebido pela Opel/Vauxhall como um acelerador de desempenho imediato em benefício de nossos funcionários”, finalizou M. Lohscheller.

* Definido como ROI + Depreciação e Amortização – CaPex – P&D Capitalizado – variação no NWC (Net Working Capital).