Avaliação da Semana – Jeep Renegade Longitude uma das versões mais vendidas da gama.

Avaliamos o Jeep Renegade Longitude.

 

Bem amigos da Veloxtv, nesta semana apresentaremos a nossa avaliação do Jeep Renegade Longitude, o SUV de entrada da Jeep no mercado nacional e com grande apelo ao público feminino e jovem.

 

O Jeep Renegade Longitude é uma das versões mais vendidas do sub-compacto de origem norte-americana e fabricado em Pernambuco. Neste artigo fazemos uma avaliação do modelo, com dados de preço, itens de série, consumo e desempenho.

 

Motor:

O E.torQ VIS caiu como uma luva ao Renegade e agrada ao proporcionar uma dirigibilidade esperta, além de 7 cv e 2 kgfm a mais que o antigo propulsor. Agora, com etanol são 139 cv e 19,3 kgfm de torque – 85% já disponível a partir de 2.000 rpm. A faixa de rotação baixou cooperando no silêncio interno durante acelerações ou em velocidades constantes. A tecla Sport transmite um “quê” de esportividade ao mudar a calibração do pedal do acelerador e retardar as trocas de marchas (nas versões automáticas). Já pensando em eficiência, outra novidade é o start-stop, trazendo funcionamento suave ao desligar/ligar o motor nas breves paradas (como nos semáforos), além da instalação de pneus “verdes”.

 

O Carro:

 

O Jeep Renegade 1.8 Flex Longitude traz uma lista de itens de série que contempla rodas em liga aro 17’’e pneus 215/60, ar condicionado automático dual zone, câmera de estacionamento traseira, volante com acabamento em couro, seletores de trocas de marchas no volante, sistema multimídia com navegação GPS.

 

Há também duplo airbag dianteiro, piloto automático, direção elétrica, sensor de estacionamento traseiro, Controle de Estabilidade (ESC), freio de estacionamento elétrico, alarme, ABS, haste do volante em altura e profundidade, apoia-braço com porta objetos, chave canivete com telecomando, controle de tração, Hill Start Assist – auxílio de partida em subidas, entre outros.

 

O veículo é caracterizado externamente por formas quadradas, e linhas retas, além da grade dianteira típica da marca, com as tradicionais aberturas verticais.

 

O Renegade 1.8 Flex Automático apresenta os seguintes dados de consumo e desempenho, com etanol.

 

Consumo de Etanol
Cidade [Km/l] 8,1
Estrada [km/l] 11,8

Galeria de Imagens:

 

Comportamento dinâmico

O comportamento do Jeep Renegade 1.8 Flex Automático, em termos de performance, é lento em acelerações e retomadas, exigindo muito acelerador – o que resulta em um grande ruído interno – para conseguir subir de giro e de velocidade. O câmbio, porém, tenta compensar a insuficiência de torque do motor com trocas rápidas, suaves e precisas.

 

Um aspecto que chama a atenção no Renegade é a rigidez da carroceria. O fato de o Renegade ser menor e ter um entre-eixos bem mais curto reforça a sensação de solidez estrutural tanto em passeio convencional quanto ao se superar obstáculos comuns nas vias brasileiras, como valetas, lombadas e buracos.

 

Interior

O interior é silencioso. Para isso contribui, certamente, o painel de revestimento emborrachado na parte superior, o que impede a ocorrência de ruídos de peças soltas. A altura algo elevada dificulta um pouco a entrada e saída, mas nada que exija um esforço fora do convencional.

 

Em termos de espaço interno, na dianteira temos uma situação normal e a parte traseira confortável para se levar mais dois adultos de forma limpa a tranquila.  O porta-malas, porém, é bastante reduzido, com apenas 260 litros.

 

O aspecto geral, porém, agrada, tanto pelos materiais de boa qualidade, quanto pela montagem de peças, o que revela cuidado e precisão do acabamento. O número de porta-objetos é adequado para levar tudo que precisa estar mais à mão do motorista.

 

Em relação aos recursos de tecnologia, mesmo na versão sem opcionais, o Renegade Longitude traz comandos no volante e painel, câmera de ré e um sistema de infortainemt que conta com um GPS básico, e recursos como conectividade Bluetooth e USB, e que permite streaming de áudio.

Segurança

O Jeep Renegade 1.8 Flex Automático Longitude vem apenas com os dois airbags obrigatórios por lei, de fábrica. Opcionalmente ele pode ser incrementado com um pacote de Segurança, que custa R$ 3.250 reais, e acrescenta airbags laterais, de cortina e de joelho para o motorista.

Além disso, ele vem de série com controle de estabilidade, controle de tração, sistema de auxílio à saída em rampa, sistema anti-capotamento e ganchos ISOFIX para cadeiras infantis.

 

Todos esses itens renderam ao modelo 5 estrelas no teste do órgão latino-americano de segurança automotiva, Latin NCAP.

Conclusão

O Jeep Renegade 1.8 Flex Automático na versão Longitude tem uma lista de itens em plena conformidade com o mercado nacional onde sente-se falta apenas de uma maior quantidade de airbags de série. O modelo tem passeio agradável, direção leve, bom acabamento e muitos itens de conveniência. Confortável tanto nas cidades quanto nas estradas; pois estivemos andando com o veículo pelos dois tipos situação em seis dias; além de usarmos para a subida de serra pela rodovia dos Tamoios e com tráfego pesado.

Indicamos sim, a compra do Renegade Flex para quem procura esse estilo e reverência Jeep e procura um SUV moderno. Procurem uma concessionária Jeep em sua cidade e comprove o que descrevemos acima.

Um forte abraço a todos vocês e uma excelente semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *